Tratamento de doenças ao redor de implantes

Portal_do_Sorriso_-_Blog_-_Manutenção_da_saúde_bucal_pós_implante (4)

Os implantes dentais são materiais compostos de titânio que tem a função de substituir um dente perdido. O implante, por ser um material inerte (que não provoca reações no organismo), é colocado na boca, dentro do osso, para substituir a raiz do dente que foi extraído.  Sobre o implante cicatrizado é colocada a prótese: a coroa ou dentadura, quando o paciente é totalmente desdentado.

Após a instalação da prótese é muito comum o paciente pensar que os cuidados de manutenção da saúde periodontal e/ou peri-implantar (ao redor do implante) não são mais necessários. No entanto, não se pode esquecer que o implante está inserido no meio bucal, dentro do osso e que existe gengiva também ao seu redor. Por isso, o implante também é suscetível ao desenvolvimento de doenças inflamatórias, as doenças peri-implantares.

A mucosite é uma doença peri-implantar muito semelhante a gengivite, uma vez que está restrita à gengiva, sem o comprometimento do osso ao redor do implante. Nesse caso, observamos inflamação da gengiva, com a presença de sangramento, vermelhidão e sensibilidade dolorosa. A mucosite pode ser tratada com raspagem e implantação de higiene adequada. Além disso, frequentemente é necessária a remoção e desinfecção da prótese e em alguns casos há a necessidade de modificação do desenho das próteses para facilitar a higiene.

A peri-implantite assemelha-se à periodontite, uma vez que há perda óssea ao redor do implante. É comum observar supuração na região comprometida, vermelhidão e dor na gengiva. O diagnóstico completo é feito com avaliação clínica e radiográfica, quando a severidade da doença será determinada. Graus mais leves podem ser tratados com raspagem, instituição de higiene adequada, troca da prótese quando ela não estiver adequada, além de administração de antibióticos. Casos em que a perda óssea é extensa exigem intervenção cirúrgica para a descontaminação adequada do implante. Algumas vezes, é possível fazer enxerto ósseo. Outras vezes, a perda do osso já foi tão grande que não há outra alternativa senão remover o implante.

Considerando o que discutimos aqui, é muito importante que o paciente que recebe o tratamento de inserção de implantes faça visitas para manutenção periodontal no tempo determinado pelo periodontista. Dessa forma, problemas maiores podem ser evitados.

Visite o Portal do Sorriso e verifique a sua saúde peri-implantar!

2016-02-01T16:45:15+00:00

Escreva um Comentário