11 2626.Clique

Notícias

29 set

Ronco e apneia

Roncar é algo incômodo para a grande maioria das pessoas, visto que o barulho característico do ronco é extremamente desagradável e atrapalha o sono de todos ao redor de quem está roncando. Faz algumas décadas que o ronco tem sido visto com maior cautela pelos profissionais de saúde, pois ele pode sinalizar algum distúrbio do sono. Na verdade, o ronco é o barulho produzido pela vibração do palato mole quando da passagem do ar na região da orofaringe. Para roncar, o paciente deve possuir dificuldades na passagem do ar durante o sono. Tal dificuldade pode estar associada a um somatório de fatores como hipertrofia das tonsilas, sobrepeso, ingestão de álcool entre outros; ou seja, existe algum problema que faz o espaço da via aérea, naquela região, se encontrar estreitado/diminuído.

Fica clara, então, a necessidade de investigação adequada de cada caso clínico para definirmos a conduta terapêutica apropriada. Se o ronco estiver associado a algum distúrbio do sono, como a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), por exemplo, teremos vários métodos terapêuticos que, conjuntamente, atuam na melhoria dos sinais e sintomas.

A SAOS é uma redução acentuada do fluxo aéreo durante o sono, em alguns casos podemos ter interrupções ou bloqueios da passagem do ar na via aérea superior. Como consequência desta redução temos uma diminuição no oxigênio sanguíneo e tecidual o que acarreta diversos problemas. A redução de oxigênio pode elevar o ritmo dos batimentos cardíacos e fazer os vasos sanguíneos se contraírem, por isso a apneia é um distúrbio que pode causar pressão alta e arritmia cardíaca.

Não importa se o paciente possui apenas o ronco, ou se possui ronco associado a distúrbio do sono, existem diversos tratamentos para tais enfermidades. O que se precisa saber é que tratar o sono é algo que demanda uma equipe multidisciplinar. Médicos, Dentistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, todos podem intervir com sucesso a depender da gravidade do distúrbio. Os tratamentos podem variar desde melhorias dos hábitos na hora de dormir (higiene do sono), a utilização de medicamentos, cirurgias e utilização de aparelhos intraorais; feitos pelos dentistas especializados.

O que poucas pessoas sabem é que a Odontologia possui uma área especializada no sono, permitindo que o dentista auxilie no diagnóstico do distúrbio e trate o paciente para apneia e ronco por meio de tais aparelhos intraorais.

 

Dr. Thiago Carôso Fróes  (CROSP: 96.603)

 Graduação em Odontologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana- BA

Mestre e Doutor em Prótese Dentária pela FOUSP (Faculdade de odontologia da USP)

Atua na área de Periodontia Básica, Prótese Dentária e Odontologia do Sono.

 

 

 

 

Postado por: Dra Eliana

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós Ligamos para você
Leia PERGUNTAS FREQUENTES
Preço? Convênio?

Quer agendar uma consulta de forma simples?
Coloque seus dados que entraremos em contato com você.

Unidade
Morumbi

R. Edward Joseph, 47 1o. andar – Cj 8
(Próx. Portal do Morumbi)
11 3772.CLIQUE 11 97442.CLIQUE
Seg a Sex 7h às 20:30h Sábado 7h às 18h Responsável Técnico:
Dr Fábio Yamamoto
CROSP: 77497
CRO/CL 14537

Unidade
Pinheiros

Rua Cristiano Viana, 401 - 5°. andar – Cj 501 11 2609.CLIQUE 11 95716.CLIQUE
Seg a Sex 7h às 21h Sábado 7h às 15h Responsável Técnico:
Dra Eliana Akemi Miadaira
CROSP 65108
CRO/CL 17236